Estes são os Blogues dos que amam Angola

Estes são os Blogues dos que amam Angola
Carreguem com o rato nesta imágem

Musica

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Trabalho em Angola... só para estrageiros.

Como poderão ver estas fotos, os Nacionais não tem trabalho, e, aquele que tem, continua a ser mandado pelo branco que está a exturquir a riqueza de Angola para o seu país. É triste!


Caro amigo do blogue “AngolaBela”!
Este não é um blogue realista e está manipulado pelo governo angolano. O que apresenta, em todo o seu blogue, é só a parte boa, mas onde está a parte má! Não está a mostrar, ao mundo, a pobreza que por ali prolifera. Esta não é a Angola real, esta é a Angola de alguns. Onde 90% dos angolanos nunca terão direito a nada. Onde, esta Angola que mostra, é a Angola dos novos "Colonizadores" onde o oriundo já perdeu a fé na Angola que desejariam ver "Independente".
Tenho contacto com pessoas espalhadas por vários pontos de Angola, nomeadamente Huambo, Benguela, Lobito, Namibe, Sumbe, Porto-Amboim, Gabela e Quibala. O que eles me transmitem é que: Angola está colonizada com o apoio de José E. dos Santos e os filhos de Angola não têm direito a essa infra-estruturas que mostra no seu blogue. Essas infra-estruturas são benefícios para os capangas de José E. dos Santos e para os estrangeiros que estão a invadirem, em grande escala, esse país. Seria melhor ser realista sobre a situação da nova colonização pela China, Brasil e outros. Pois o povo quando combateu o Colonialismo, não era com a finalidade de virem a ter um país, onde existe trabalhos para estrangeiros, mas não para os angolanos. Deveriam apostar na educação e qualificação. Esta é a realidade do país que amo.
Tributo à mulher africana
video

9 comentários:

  1. Bem, pelo jeito não estás a esconder nada... Nunca imaginei o meu país ser chamado de colonizador, mas acho que isso é próprio do homem - talvez não saibam que aqui existem muitos brasis, inclusive uns sendo colonizados pelos outros. ( Não consegui abrir o Tributo)

    ResponderEliminar
  2. José, o Brasil também sofre com problemas bem parecidos com os de Angola. O que acontece é que somos um país muito heterogêneo, com regiões que até parecem européias e outras semelhantes às mais pobres nações africanas.
    Mas, as nações africanas foram sistematicamente exploradas pelos colonizadores diversos, que só queriam extrair riquezas, sem promover nunca desenvolvimento e integração dos povos nativos.
    Eu penso que Angola, assim como o Brasil, deveriam investir mais em educação básica de qualidade, para colher frutos daqui a algum tempo.
    Enquanto as pessoas não se qualificarem, ficarão à margem do mercado de trabalho, vendo as vagas sendo ocupadas por esrangeiros!
    Saudações!

    ResponderEliminar
  3. Oi José

    Realmente. Os angolanos estão à mercê da pobreza e falta de oportunidades.
    Já comentei com você que daqui vão muitos trabalhar por lá e com salários muito bons.
    Um verdadeiro absurdo.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  4. Por enquanto vou lendo e tomando contacto com essa realidade e como a apresenta. Talvez venha a dar contributos, mais tarde. Conheci Angola, Guiné e Moçambique dos finais dos anos noventa. A realidade ter-se-á alterado entretanto?

    ResponderEliminar
  5. O colonialismo contemporâneo agora responde pelo singelo pseudônimo de globalização, meu caro José. De maneira menos bélica do que antigamente, vão surripiando aqui e ali. Veja o exemplo da China, do Brasil, da Índia. Estão todos posando de desenvolvidos, mas suas empresas e indústrias de grande porte são todas estrangeiras. Meu abraço. paz e bem.

    ResponderEliminar
  6. Não quero de maneira alguma, defender o colonialismo, o qual causou sérios ploblemas aos povos colonizados. Todavio, defendo o meu País, Portugal. Será que os nossos antepassados, cometeram algum erro quando colonizaram outros paises? Eu penso que o erro por eles cometido, foi em devido tempo não terem reconhecido o direito à indepedência dos paises que haviam colonizado. Temos por exemplo o Brasil. O qual soube seguir o caminho do desenvolvimento, e hoje, é um país desenvolvido. Houve colonizadores, que sacaram quase tudos aos povos colonizados. Enquanto que os portugueses, investiram muito e deixaram grandes feitos nos países que havia colonizado. Mas aconteceu que os Movimentos que lutaram para a sua libertação. Após a indepedência envolveram-se em conflitos, e acabaram por destruir muito do que lá havia.
    Eu, que passei por Moçambique e Angola, gostaria que isso não tivesse acontecido. Desejo a todos os povos dos países que pelos portugueses foram colonizados, as mais sinceras felicidades, e que os governantes, resolvam quanto antes os problemas que mais afectam as populações. Para isso eles estão no governo. Sou a favor da independência dos povos. E tenho muitas saudades
    de Angola. Para todos muita saúde, alegria e amor.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  7. Meu caro, devia vir cá e ver com seus próprios olhos o que diz. Ande pelas ruas e veja quem está ao volante dos carrões que circulam pelas estradas. Quem é que compra as casas milionárias que não param de ser construídas?

    Que ha expatriados a trabalhar e ser remunerado por isso não há dúvida. Mas nao se precipite. O povo ainda sofre e muito, mas os empregos estão sendo criados. E pode apostar que por trás de um estrangeiro é o Angolano que está a ganhar o verdadeiro dinheiro.

    O novo supermercado que abriu em Luanda gerou mais de 500 empregos, e todos eles angolanos. De expatriados são só 16 e o dono, quem fica com todo o dinheiro é Angolano...

    Esse é só um exemplo. Há 5 anos atrás angola tinha 70% da população vivendo na miséria e isso graças aos próprios angolanos e não aos estrangeiros. Hoje esse número caiu pela metade, há muito que se fazer, principalmente no que diz respeito a educação.

    Mas cuidado para não ser racista, pois não são os estrangeiros que estão tirando o dinheiro de Angola, o que eles recebem não é nada comparado aos que os verdadeiros donos lucram...

    ResponderEliminar
  8. José, obrigada pela partilha do texto.
    Deixo meu abraço e a minha admiração pelo seu blog.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  9. Caro José,

    Gostaria só de lhe esclarecer que não defendo o presidente e nenhum partido político. Apenas gostaria de alertá-lo que é muito simples colocar a "culpa"nos estrangeiros. Quanda na realidade são os proprios angolanos os responsáveis.

    Sei bem que em outras provincias e sim muita pobreza, mas há muita riqueza também. Não se esqueça que mais de 50% da população Angolana vive em Luanda.

    Muitos angolanos criticam os expatriados que vem cá ganhar a vida, mas quantos deles deixam o conforto da vida que eles construiram nos EUA e Europa para vir cá e fazer o mesmo?

    Oportunidades não faltam, todos os dias saem dezenas de anúncios de emprego com bom salários direcionados aos angolanos...

    Mas a grande maioria não apetece vir e quando cá estao não demoram a partir também.

    Como disse anteriormente não defendo o governo ou o sistema financeiro, apenas digo que não são os estrangeiros ou os investimentos estrangeiros que estão tirando o dinheiro do país.

    Um abraço

    ResponderEliminar