Estes são os Blogues dos que amam Angola

Estes são os Blogues dos que amam Angola
Carreguem com o rato nesta imágem

Musica

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Cubata de lata.


Esta era uma das tantas músicas Angolanas que eu passava num gira-discos a pilhas e fazia com que todos lá do Kimbo (Aldeia) dançassem por baixo de uma grade árvore de grande porte. Ali ficava eu com os aldeões, até às 3 ou 4h da manhã. A luz era uma grande fogueira e bebia-se Guarapa ou Morufo. O cheiro da noite daquela selva e savana. O ronco da onça endiabrada com vontade de matar e os javvalis que, por baixo das palmeiras trincavam os cocónotes, caroço do demdem fruto das palmeiras. Ali, junto dos dançarinos, saltitavam pequenos macacos domésticados e que iam comendo dos saborosos frutos: Pitanga, Goiaba, Manga, Abacate, Fruta Pinha, Mamão, Papaia, junto daquelas lindas cubatas como as da mulata; Tudo isto arrebata meu coração e hoje mesmo que quisesse esquecer não conseguiria não. Amo Angola acima de tudo. Viva Angola…
video




12 comentários:

  1. Jose
    Angola que pra mim só existia no mapa saiu do papel e transformou se em história e musica;
    com carinho e amizade de Monica

    ResponderEliminar
  2. José muito bom participar de suas lembranças.
    Música boa de ouvir.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Olá José Sousa

    Há muito que nos conhecemos mas não consigo contactá-lo por não ter o seu endereço de e-mail. Poderá enviar-mo?
    Recordo-lhe o meu e-mail: rui.moio@gmail.com.

    Antecipadamente grato
    Rui

    ResponderEliminar
  5. Meu grande cota eu sei que a minha ausencia ruim. mais eu o amo mano, e agora vim para ficar. abraços da uma volta no meu novo espaço

    ResponderEliminar
  6. Ai, o vídeo não está disponível, pedem-me para tentar mais tarde. boa semana

    ResponderEliminar
  7. RONNY e MARCUS

    Nascido em Campestre-MG, Ronnyel Ornélio Martins cresceu no bairro São Luís (zona rural de Machado-MG). Desde cedo gostava de ouvir seu pai (Ornélio Martins) e um amigo tocar os grandes clássicos da música sertaneja. Esse encontro com as raízes do campo e a prática com o violão, foram essenciais em sua vida.
    Marcus Vinícius da Silva tinha muita facilidade em compor letras, poemas e redações. Participava constantemente em todos os concursos realizados na escola. O primeiro contato com a música rural ocorreu quando sua mãe (Meire da Silva) deixou um “radinho” ligado sobre a pia. Assim que o locutor anunciou, “Saudades de Minha Terra”, de (Liu & Léu), o pequeno Marcus encontrou o seu caminho.
    A trajetória da dupla tem início quando Ronny ainda tocava num grupo de oração, que se reunia todas as quintas-feiras numa escola do bairro São Luís. Leidyamara – uma das integrantes e prima de Marcus Vinicius – estava segura de que ele e Ronny poderiam formar uma ótima dupla.
    Na semana seguinte Marcus foi à reunião. Depois de uma longa conversa sobre música e carreira artística, eles cantaram perante aos membros ali presentes, um grande sucesso de João Paulo e Daniel, “Desejo de Amar”. Nascia, a partir daquele instante, a dupla Ronny e Marcus, uma das grandes promessas do Sertanejo Universitário.
    A primeira apresentação foi na Feira Sertaneja de Machado, organizada pelo “Faísca”, grande empreendedor musical. Depois no Festival Sertanejo do empresário Zé Caixeta. Tudo estava indo bem, porém faltava-lhes uma banda de apoio. Quando souberam que uma bateria estava sendo vendida, juntaram suas economias para adquiri-la. Por não saberem tocá-la, passaram a ser alvos de chacota.
    Com a adesão de Betinho (violão solo), os arranjos musicais tiveram grandes mudanças. Outros membros depois foram recrutados: Alexandre (bateria), Fernando (baixo), Marcelo (teclados), Lucas (violão base) e Wagner (roadie). A finalização do logotipo ficou a cargo de Vaniamara – talentosa designer e prima de Marcus Vinicius.
    A dupla conta com a assessoria musical do empresário, José Antônio Pereira, que revelou ter visto a dupla pela primeira vez durante uma apresentação na Praça Central. Na semana seguinte contatou o vocalista Marcus Vinícius. Este mostrou-lhe à capela (sem acompanhamento) um trecho de sua nova canção intitulada “Coração Condenado”.
    José propôs a dupla algumas mudanças, tanto no vestuário, quanto na receptividade e postura em palco. Entrevistas no programa “Machado Agora” (da Montanhesa FM) foram marcadas e apresentações em Paraguaçu, Poço Fundo, Carvalhópolis, Machado e Monsenhor Paulo onde eles se apresentaram para um grupo de 120 empresários da região.
    A dupla também participou no Concurso regional “Astros”, realizado em Poços de Caldas-MG. Na segunda fase, a apresentação foi no Complexo Anhanguera do SBT em São Paulo, mas a dupla não chegou ao final. Além de abrirem o show de João Pedro e Cristiano; Ronnie e Marcus cantaram ao lado de João Henrique e Gabriel, o clássico “Saudades da minha Terra”.
    O primeiro DVD ao vivo da dupla foi gravado no dia 12 de junho, no Clube dos 30 em Machado. A dupla agradece a todos os patrocinadores, familiares, amigos e fãs, pois sem eles não chegariam até aqui.

    Contato para shows: (35) 9929-1010
    -------------------------------------------------
    Fonte: Fanzine Episódio Cultural (Edição nº10 / agosto de 2009)

    ResponderEliminar
  8. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom,estive em Angola 26 meses, mas ficou no coração, já lá vão quase 40 anos e ainda sinto saudades de Áfrca.Espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga,

    O céu se iluminou,
    a estrela apareceu,
    os anjos entoaram louvores,
    nasceu o filho de Deus.

    Numa gruta em Belém,
    veio ao mundo o Salvador,
    trazendo em suas mãozinhas,
    verdade, paz e amor.

    Seu bercinho foi uma
    manjedoura,
    pobrezinha e frugal,
    que as bençãos do Deus menino
    se renovem neste Natal.

    Desejo a você e a todos aqueles que mais ama, um
    lindo e abençoado Feliz Natal. Beijocas

    ResponderEliminar
  10. Portugal está cada vez mais perto de Angola, felizmente porque eles têm dinheiro para o comprar, venho desejar o duodécimo de felicidade neste Natal.

    Um BOM NATAL

    ResponderEliminar
  11. Querido amigo,

    Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
    Mora uma louca chamada Esperança:
    E quando todas as buzinas fonfonam
    quando todos os reco-recos matracam
    quando tudo berra quando tudo grita quando tudo apita

    A louca tapa os ouvidos e atira-se
    e - ó miraculoso voo.


    Acorda outra vez menina, lá embaixo, na calçada.
    O povo aproxima-se, aflito
    E o mais velhinho curva-se e pergunta:
    – Como é teu nome, menininha dos olhos verdes?
    E ela então sorri a todos eles
    E lhes diz, bem devagarinho para que não esqueçam nunca:

    – O meu nome é ESPERANÇA !!

    Desejo a você e a todos aqueles a quem ama um FELIZ ANO NOVO.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. O pesquisador e poeta Carlos Rodrigues, 53, natural de Carvalhópolis, sul de Minas irá lançar em breve o primeiro livro sobre a trajetória desta singela e pacata cidade do sul de Minas, cujo título será “Carvalhópolis -100 anos de História”
    Carlos colheu inúmeros depoimentos (causos, lendas, curiosidades...) de antigos moradores culminando nesta primeira obra (sem nenhum apoio do setor executivo).

    Contatos: (35) 9976-9222
    carlosrrodrigues14@hotmail.com



    “ENCONTRO COM A ACADEMIIA MACHADENSE DE LETRAS”

    A Academia Machadense de Letras realizará durante suas reuniões, o “Encontro com a Academia”.
    Este acontecimento tem como objetivo, a interação e divulgação das manifestações culturais, através de debates com membros da nossa cidade e região.

    Contatos:
    Carlos Roberto de Souza
    machadocultural@gmail.com
    (35) 8833-9255
    Bog da Academia: http://academiamachadense.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar