Estes são os Blogues dos que amam Angola

Estes são os Blogues dos que amam Angola
Carreguem com o rato nesta imágem

Musica

sábado, 31 de março de 2012

Omeu terceiro dia em Angola

O meu terceiro dia em Angola foi lindo, sim muito lindo! Com 9 anos apenas já sentia o desejo de ser um Tarzâm! Viver na selva e ser um selvagem. Quando o guarda da floresta me convidou a ir com ele pela selva dentro, eu não imaginava quanta beleza iria encontrar! Por caminhos estreitos na floresta densa, ele levava-me sentado sobre os seus ombros (às cavalitas) enquanto eu olhava para tudo que nos rodeava. Os grandes arbustos com grandes lianas que desciam da copa até ao chão e os macacos saltavam e gritavam. Vários cantares de varias espécies de aves se faziam ouvir. Fomos seguindo até que lá já bem ao fundo da montanha encontramos uma grande e bela cachoeira, a cachoeira do Binga. Desde o primeiro olhar eu me impressionei, numa beleza rara tão natural, bateu acelerado o meu coração, uma energia forte tocou em mim. Eu não sei descrever tanta emoção, eu nunca tinha visto um lugar assim. Senti, então, nesse momento que ali era o paraíso! Senti a vontade de ali viver para sempre mas como um selvagem, como um macaco, no mundo da liberdade. Aquele lugar não esquecerei jamais, ficou para sempre gravado em mim!
video

7 comentários:

  1. Olá, José!
    Que bom que estás de volta!
    Maravilhosa esta narrativa do teu primeiro encontro com a natureza pura e selvagem!
    E a música combina com tuas palavras!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. A natureza sempre nos encanta de forma arrebatadora Joaé. Bela narrativa!

    Bem vindo amigo!!

    ResponderEliminar
  3. Oi amigo José!!!

    Foi muito bom te ver em meu blog e saber que está de volta.Amei o teu texto.Forte e intenso.
    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderEliminar
  4. Seu terceiro dia em Angola
    Diz lindo ter sido
    Com nove anos de idade recorda
    Do passado feliz acontecido.

    Rodeado de tanta beleza
    Que jamais a esquecerá
    Da tão bela natureza
    Me parece que outra igual não há!

    Muita pena e tristeza,
    Por a tentarem destruir
    Não humanos com certeza
    Que a voz da razão não souberam ouvir!

    Meu afilhado regressou
    Depois de ausente ter estado
    Feliz por isso estou
    Obrigado por me ter visitado.

    Bom domingo de ramos pra você,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  5. Jose
    Que bondade!
    Voce esta revivendo a sua Angola dos nove anos e voltando a viver no pais de seus sonhos.
    eu fico daqui do Brasil torcendo pela sua felicidade

    com amor e carinho de sua amiga Monica

    ResponderEliminar
  6. Boa noite meu amigo querido!!!!
    Muito prazer me dar visitar-te e poder acompanhar essa leitura de uma vivência tão real,que chega penetrando na alma da gente.Sempre paro diante de ti para te elogiar,pois trazes no coração o dom de escrever em narrativas,isso te faz um ser de sensibilidade ...
    Gostei de viajar junto contigo nesta natureza impar...
    Bjs meu amigo!

    ResponderEliminar